ASOCIACIÓN LATINA PARA EL ANÁLISIS DE LOS SISTEMAS DE SALUD

Novo livro de Edna Maria Goulart

Brasil 6 novembre, 2018
Catégories: Destacada | Nouvelles

Ficha técnica

TítuloSupervisão acadêmica e de campo: relação entre saberes

Autora: Edna Maria Goulart Joazeiro

Préfacio: Maria Lúcia Martinelli

ISBN: 978-85-509-0352-1

Segundo a pesquisadora, o estudo pós-doutoral realizado no Programa de Estudos Pós-Graduados da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, sob a orientação da Profa. Maria Lúcia Martinelli, autora do prefácio do Livro e com estágio pós-doutoral de natureza investigativa no Departamento de Ergologia na Aix-Marseille Université, França, sob co-orientação dos Professores Yves Schwartz e Remy Jean, utiliza a abordagem ergológica como forma de análise do valor do trabalho, buscando apreender a experiência particular e coletiva no desenvolvimento do trabalho nas duas modalidades de supervisão no âmbito do Serviço Social, fazendo uso das categorias analíticas da abordagem ergológica criada pelo filósofo francês Yves Schwartz.

“O livro analisa as duas etapas do projeto de pesquisa, a Etapa Francesa e a Etapa Brasileira, buscando na pesquisa de campo, realizada na Microrregião da Campinas-Sorocaba, no Estado de São Paulo, mediante o uso do dispositivo Grupos de Encontros de Trabalho (GRT, sigla originada da escrita em língua francesa, Groupe de Rencontre du Travail), ferramenta analítica construída pela abordagem Ergológica,que cria condições objetivas para analisar as recíprocas e específicas relações de saberes entre as duas modalidades de supervisão existentes no espaço da profissão desde a criação dos cursos de Serviço Social no Brasil, em 1936”, explica.

No decorrer dos capítulos, o livro analisa a concepção, as categorias analíticas da abordagem ergológica, a relação entre os saberes disciplinares e ergológicos, ou seja, construídos na relação direta, na realização do trabalho real, bem como as perspectivas de uso dos Dispositivos Dinâmicos de Três Polos (DD3P) e do GRT para a análise do trabalho e da formação.

“A obra coloca no centro da prática de conhecimento a relação de saberes tecidas e construídas tanto no espaço da universidade, quanto nas instituições campos de estágio, buscando explicitar que neste espaço marcado pela extraterritorialidade há uma interpenetração e indissociabilidade de saberes e de temporalidades na formação de estudantes estagiários, bem como analisa o espaço privilegiado no qual ambas as modalidades de supervisão buscam trabalhar as múltiplas dimensões que transitam nessa unidade dialética entre formação acadêmica, estágio supervisionado e exercício profissional”, finaliza.